sábado, 3 de maio de 2014

Resenha: Eu Sou o Mensageiro

Eu Sou o Mensageiro é o terceiro livro publicado de Makus Zusak, autor de A menina que Roubava Livros.

O que diz a sinopse:
Venha conhecer Ed Kennedy. Dezenove anos. Um perdedor.
Seu emprego: taxista. Sua filiação: um pai morto pela birita e uma mãe amarga, ranzinza. Sua companhia constante: um cachorro fedorento e um punhado de amigos fracassados.
Sua missão: algo de muito importante, com o potencial de mudar algumas vidas. Por quê? Determinado por quem? Isso nem ele sabe.
Markus Zusak, autor do best-seller A Menina que Roubava Livros, nos fornece essas respostas bem aos poucos neste incomum romance de suspense, escrito antes do seu maior sucesso. O que se sabe é que Ed, um dia, teve a coragem de impedir um assalto a banco. E que, um pouco depois disso, começou a receber cartas anônimas. O conteúdo: invariavelmente, uma carta de baralho, um ou mais endereços e... só. Fazer o que nesses lugares? Procurar quem? Isso ele só saberá se for. Se tentar descobrir. E, com o misto de destemor e resignação dos mais clássicos anti-heróis, daqueles que sabem não ter mesmo nada a perder nesse mundo, é o que ele faz.
Ed conhecerá novas pessoas nessa jornada. Conhecerá melhor algumas pessoas nem tão novas assim. Mas, acima de tudo, a sua missão é de autoconhecimento. Ao final dela, ele entenderá melhor seu potencial no mundo e em que consiste ser um mensageiro.
Título: Eu Sou o Mensageiro (The Messenger - no original)
Autor: Markus Zusak
Editora: Intrínseca
Edição: 1ª
Ano: 2007
Especificações: Brochura | 318 páginas

Ed é um cara fracassado, desinteressante e sem perspectivas atraentes de vida. Mas ele não se importa. Segue sua vidinha bem mais ou menos, reclamando apenas até onde se sente no direito e sem fazer nada de bom para os outros ou para si mesmo.
As coisas mudam quando ele acaba evitando um assalto a um banco, em um dia qualquer. No momento em que ele se interpõe no destino do assaltante, ele está mudando também o seu destino, assim como o de várias pessoas a quem ele deverá entregar mensagens.

Existiu apenas um motivo para eu querer muito ler esse livro: Markus Zusak. 
Adoro A Menina que Roubava Livros, já fiz releitura dele umas 10 vezes (no mínimo) e é um dos meus livros favoritos, senão O favorito dentre todos os outros...
E da mesma forma que O Mensageiro chegou à mim pelo motivo "autor", foi esse o motivo que me levou a ficar insatisfeita com tudo.
Eu não sei o que estava esperando, mas estava esperando muito. Claro que eu sabia que seria algo diferente, mas não sei até que ponto eu "relevaria" tanta diferença assim.

Em Eu Sou o Mensageiro, tudo gira em torno de um cara abaixo do medíocre, com amigos ainda mais patifes do que ele, histórias de vida insossas e pessoas desinteressantes.
Pra ser muito sincera, o personagem mais cativante e completo de todo o livro é o Porteiro, o coitadinho do cachorro fedido do Ed - inclusive eu achei tão desnecessário deixar o bicho como o desagradável, fedorento e mal quisto. Pra quê????

A história aborda a necessidade da ajuda ao próximo e autoconhecimento para ajudar a si próprio. Não consigo imaginar outro gênero para abordar esse tipo de tema que não seja auto ajuda. Para mim o livro se tratou disso o tempo todo: auto ajuda mascarada em uma história água com açúcar; tal como O Monge e o Executivo, por exemplo.
Apesar de tudo, tem um pouco de mistério; mas é o tipo de questionamento: Por que isso está acontecendo? Qual a finalidade? Qual a utilidade? Onde se quer chegar?
Os métodos utilizados em alguns momentos são tão geniais quanto pensar em retirar a casca de uma banana antes de comê-la.
Alguns diálogos são totalmente entediantes e a quantidade de gírias em desuso é irritante (o livro foi publicado em 2007, mas não sei o que acontece com o tradutor, ele só faltou usar "supimpa", "transado" ou "xuxu beleza", de resto, todas as gírias que seus avós usaram ao longo da juventude estão no livro!

Todos os personagens me irritaram, com exceção do Porteiro. Que bom que ele não tinha diálogos, pra não ser estragado.

A diagramação ficou bem legal. Ponto pra Intrínseca! Não sei como está essa versão com a capa de caixa postal (que não gostei), mas essa edição com o Joker está "transada" (hahahah), os capítulos tem desenhos de cartas de baralho (que tem tudo a ver com a história). Gostei muito. Só não gostei da tradução, como já disse....

A verdade é que eu tinha dado duas estrelas no Skoob, depois mudei pra três. No fundo até foi divertido ficar criando teorias pra um monte de coisas sem sentido estar acontecendo e no final ser tão algo óbvio e idiota; mas ao fazer a resenha percebi que eu não gostei mesmo do livro. Me decepcionei :(

Expectativas altas sempre interferem nas experiências. A melhor coisa é mantê-las neutras... Aquela história: crie carunchos, mas não crie expectativas. :P

25 comentários:

  1. Oi,
    Depois da sua resenha, não tenho mais vontade de ler esse livro. Criar expectativas sempre é um problema porque a decepção geralmente é grande.
    bjs

    http://entrepaginasesonhos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem fale, Joyce... Como diria minha mãe, caí do cavalo com esse livro... rss

      Beijoooo

      Excluir
  2. É complicado qnd uma leitura não surpreende nossas expectativas - para melhor.
    Já sei que eu tbm não gostaria do livro, não gosto de diálogos entediantes e principalmente com gírias...
    Esse livro com certeza irei passar longe, haha.
    Beijos!
    http://cookierobsten.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu detestei ele, então te apoio em ficar longe! hauahauhah

      Beijooooo

      Excluir
  3. Olá Camila!

    Já tinha ouvido falar de "Eu sou o mensageiro", mas nunca me interessei a ler. Depois de ler sua resenha, acho que jamais me interessarei.

    Ah, li "A Menina que Roubava Livros" a poucos dias (Pois é, demorei, mas li!) e achei sensacional! Uma leitura incrível!

    Beijos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Thamiris!!

      Tbm sou louca pelo A Menina que Roubava Livros... jamais diria que é do mesmo autor, se não soubesse....

      Beijoooo

      Excluir
  4. Oi Camila, ainda não tinha ouvido falar deste livro. No momento estou com "A Menina Que Roubava Livros" no kindle do meu celular, mas estou no comecinho ainda da leitura. Gosto da escrita do Markus, pois é simples e flui bem (pelo menos foi assim em 'A garota que eu quero' e está sendo em 'A menina que roubava livros').
    Não tenho intenção de ler este livro, mas caso eu mude de ideia e leia, venho aqui contar o que achei, blz?

    Bjsss
    www.booksever.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI Filipe!!! Eu adorei AMQRL, espero que goste tbm :)
      Se ler esse, me conta sim!!! Preciso saber se o problema tá comigo... hauahauah

      Beijoooo

      Excluir
  5. Oi!
    Que pena que não gostou, não li nada do autor (nem AQRL) e não tenho muito interesse. O livro tem uma premissa legal, pena que não conquistou.
    Beijos
    Guilherme - http://leituraforadeserie.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, Guilherme!!!
      Pois é, tinha tudo pra dar certo, mas foi uma decepção :s
      Quando puder ler AMQRL, esse eu super recomendo!!

      beijoooo

      Excluir
  6. Gostei muito do jeito que explicou sobre o livro, pois foi bem sincero. Não li esse e nem AQRV

    ResponderExcluir
  7. Oi Cah!
    Fiz a leitura desse livro em meados de 2009/2010 e também me decepcionei um pouco. Também estava cheia de expectativas por conta de "A menina que roubava livros" e blah, me deparei, como você disse, com um auto ajuda mascarado. Mas, no geral, gostei da história.

    Beijos,
    Blog Procurei em Sonhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai que bom que vc tbm percebeu! Comecei a pensar se eu não tava com uma implicância mto grande... hauahahua
      AMQRL é muito superior, comparado a esse!

      Beijoooo

      Excluir
    2. Ai que bom que vc tbm percebeu! Comecei a pensar se eu não tava com uma implicância mto grande... hauahahua
      AMQRL é muito superior, comparado a esse!

      Beijoooo

      Excluir
  8. Err eu fiquei que nem tu, com muita expectativa. Mas, me decepcionei muito e esperava mais. O livro está ali na estante, criando poeira..
    Foi difícil prosseguir a leitura até o final, teve momentos que deu vontade de desistir e eu tive até vontade de voltar na livraria e chorar pelo meu dinheiro de volta, te juro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rafael, quase abandonei tbm! A decepção foi enorme!!!
      É bom ver q não fui a única....

      Beijoooo

      Excluir
  9. Pena que não gostou da leitura, eu só li dele a Menina que roubava livros e reli várias vezes, já que adoro ele.
    Tai um livro que é bom saber a opinião, pra não gastar dinheiro atoa.

    http://momentocrivelli.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, Denise!
      Tbm reli AMQRL várias vezes.... Não tem nem como compará-lo a esse! Nem parece o mesmo autor...

      Beijoooo

      Excluir
  10. Oie, td bom?
    Que pena!! A capa dessa edição está linda mesma e não consigo evitar em rir com traduções "arcaicas", o que as vezes até estraga o clima do livro hehe

    Beijos
    Arrastando as Alpargatas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rafa!
      Pois é! Essa capa me conquistou e eu fiz das tripas coração pra consegui-lo! Mas infelizmente fica só pela capa!!
      As traduções estão terríveis e eu ri de várias delas tbm, principalmente pq parecia meu avô falando! hauahauhaha

      Beijoooo

      Excluir
  11. Nunca achei o Markus "o escritor", como muitos outros escritores ele tem o sucesso brilhante da vida dele e o resto é isso, o resto. A menina que roubava livros é interessante, mas com aquela história o autor passou uma coisa: pelo menos eu não iria gostar dos outros livros dele.
    Gostei do modo como você faz resenhas!
    photo-and-coffee.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, Belle!
      Pois é, é autor de uma obra só, o resto nem dá pra considerar....

      Beijoooooo

      Excluir
  12. Já me interessava por ler este livro, mas sua resenha me deixou com mais vontade ainda agora. Os livros do Markus são realmente muito bem escritos, acho que é uma das coisas que mais gosto <3

    http://mylittlemetaphor.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Karyne!!

      Quando ler me conta! :)

      beijoo

      Excluir